Topo

“Cabe a cada um de nós saber”

Trilha sonora para o texto de hoje:

 

 

*Texto por autoria própria*

 

Hoje acordei com o pensamento positivo, que o dia seria maravilhoso.

O sol está radiante, estou a todo vapor. Eu sou tão sonhadora, me imagino tão longe e faço de tudo por isso…

Turbilhões de pensamentos e sensações em minha mente. Eu quero tudo, mas parece que eu não tenho nada. Quando eu conquisto, eu quero sempre mais.
Acredito na Lei da Atração: pensamentos positivos atraem tudo o que é positivo. Então, o que eu tenho feito de errado?
A cabeça começa pulsar e eu não dou bola. Toc-toc ! É a dor me chamando atenção. “Estou aqui, não me ignore!”
Impossível fingir que ela não existe. Agora ela toma conta de mim, me faz querer fugir, desistir de tudo e chorar.
Dor! Só de ouvir essa palavra já sinto os sintomas.
Devo continuar ou parar? O dilema da segunda-feira já começou…
Tenho meus afazeres, então ainda insisto em continuar.
Abro o notebook, abro diversas janelas. Estou empolgadíssima com meu blog, vendas e tudo mais. Não posso parar.
Minha bateria começa a se esgotar, meus batimentos cardíacos diminuem e o calor toma conta do meu corpo.
Quando a dor de cabeça aparece é hora de olhar para si.
Como assim? Eu não importo comigo mesma? Eu me esquivo dos problemas internos?
Será?
Será mesmo que tenho me preocupado com outrem ao invés do meu espírito?
Meu corpo necessita de alimento. É assim com meu espírito também… Ele carece de coisas boas, sentimentos bons e cuidados.
Acho que é hora de assumir. Sou mulher. Sou Paloma. Sou ser humano. Antes de querer pensar nas pessoas, preciso cuidar de mim. Eu tenho os meus limites e não é vergonhoso assumir isso.
Ainda sobre o meu dia, além de ter deixado meus afazeres de lado e preferir tomar um banho para descansar, também me permiti dizer não à Paloma. Ela não é a Mulher Maravilha blindada de defeitos.
E pensando aqui, fazer isso é o melhor remédio. Não preciso testar os meus limites por vaidade, palavra essa do latim cujo significado nos faz refletir “qualidade do que é vão, vazio, firmado sobre aparência ilusória.”
Não quero nada que seja em vão. Quero algo que seja eterno, que faça parte da minha evolução.
Eu me permiti parar para pensar em mim.
Ah! Os outros?
Eles são os outros!
s
Palomita Gadelha

Pedidos, críticas ou sugestões? Podem mandar! Pelas redes sociais, comentários nos posts, ou no email palomagadelha@hotmail.com

8 Comentários
  • Pamnorama

    Uauuu

    15 de abril de 2016 em 1:29 PM Responder
  • Paola Mota Gadelha

    Adorei! Linda ❤️

    15 de abril de 2016 em 2:48 PM Responder
  • Maria Ivanda Lima Gadelha

    Aproveite sua energia positiva, a qual atrai somente o que é bom, para explorar a beleza interior que está protegida pela estrutura magnifíca chamada Paloma Gadelha, fazendo uma combinação harmoniosa para motivar milhões de jovens que possuem as mesmas qualidades, mas não sabem por onde coneçar.

    15 de abril de 2016 em 11:01 PM Responder
    • Palomita Gadelha

      Muito obrigada pela visita e carinho tia!
      Que todos os jovens saibam aproveitar o que eles tem de bom!

      16 de abril de 2016 em 9:48 PM Responder
  • katiuscia Gadelha Torres

    Parabéns, Paloma! Adorei o que você escreveu. Ah, não sabia que você escrevia tão bem.

    16 de abril de 2016 em 2:55 PM Responder
    • Palomita Gadelha

      Muito obrigada prima!
      Eu adoro escrever!
      é uma maneira de lavar a alma!

      beijoss

      16 de abril de 2016 em 9:49 PM Responder
  • Marina Angelino

    Adorei o blog Paloma, parabéns! Ficou lindo.

    19 de abril de 2016 em 4:48 PM Responder
    • Palomita Gadelha

      Muito obrigada pela visita!
      E fico muito feliz que tenha gostado! beijos

      19 de abril de 2016 em 7:23 PM Responder

Postar um comentário

Me acompanhe no Instagram @palomitagadelha